O contragolpe nas ruas

diretas-ja

 

Por Iram Alfaia

“Brava gente brasileira!/Longe vá… temor servil: Ou ficar a pátria livre/Ou morrer pelo Brasil”, este trecho do hino da independência ilustra bem o sentimento de milhares de brasileiros que estão indos às ruas de nossas cidades por um motivo muito nobre: o resgate da nossa jovem democracia duramente golpeada no último dia 31 de agosto.

Continuar lendo

É proibido proibir: Fora Temer!

Caetano

Por Iram Alfaia

“E eu digo sim/E eu digo não ao não/E eu digo: É proibido proibir”, diz o refrão da música “É proibido proibir” de Caetano Veloso, que foi preso pela ditadura militar por conta da obra. A censura contribuiu diretamente para transformar a canção num dos hinos da resistência ao golpe.

Continuar lendo

“Sua Puta”…A democracia?

democracia (1)

Por Ricardo Cappelli

 

“Sua puta!”. Nunca a expressão usada por fascistas para agredir a atriz Leticia Sabatella significou tanto. Leticia não é petista, não é comunista, fez oposição ao Governo de Dilma. E se levantou não pela defesa de um ou outro governo, mas por algo muito mais importante e caro para as sociedades do século 21: a democracia.

 

O Golpe é evidente, reconhecido pelo mundo, com a cínica exceção da mídia nativa. Ao chamar Leticia de puta os fascistas xingam a democracia, a pluralidade, a mulher, a atriz, a cidadã.

 

Vociferam contra à civilização. Para os que não entenderam, e por que não gostavam de Dilma e Lula, apoiaram esta irracionalidade, está aí o resultado. A consagração de fascistas covardes que já vão te atacar também. Leticia, você é linda, uma brasileira inteira que nos faz ter orgulho deste chão. Não Passarão!

Manifestante é agredido durante visita de Kassab ao Inpa

Por Iram Alfaia

 

Terminou em violência nesta sexta (17), em Manaus, a visita do ministro Gilberto Kassab ao Instituto de Pesquisas da Amazônia (Inpa). Segurança do líder do DEM na Câmara, Pauderney Avelino, agrediu com soco o médico veterinário Diogo Lagroteria que fazia parte do protesto contra a fusão do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e o Ministério das Comunicações, medida que resultou na pasta dirigida por Kassab.

Acompanhado de parlamentares, Kassab chegou ao local com uma hora de atraso e entrou por um acesso restrito à diretoria do órgão. Na saída, evitou os manifestantes entrando rapidamente no carro.

O deputado Pauderney, que deixou primeiro o local, chegou a bater boca com os manifestantes ao ser chamado de corrupto.

Os seguranças dele, armados com pedaços de pau, afastavam as pessoas que se aproximavam do parlamentar. Na ocasião um deles deu um soco no médico veterinário Diogo Lagroteria.

“Nenhum de nós aqui tentou levantar a mão ou tentou algum tipo de agressão em relação a eles, simplesmente isso. Eles me bateram com a mão, me deram soco, pegaram uns pedaços de pau que encontram aqui pela trilha. Pegaram uma pedra que tinha uns dois quilos e só não jogaram na gente porque alguém ali no meio impediu”, disse o veterinário.

Segundo a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), diversas instituições já enviaram cartas de protestos contra a fusão das duas pastas.

Além do Inpa, já protestaram instituições como Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), universidades federais de São Paulo, Associação Brasileira de Antropologia, Sociedade Brasileira de Física, Sociedade Brasileira de Química e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

“Dilma não tem só o direito, mas o dever de continuar lutando”, diz Flávio Dino

Flávio Dino

Numa longa entrevista à jornalista Cynara Menezes, do Blog Socialista Morena, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), diz que a presidente Dilma tem que continuar lutando por duas razões: “porque há uma opinião pública nacional e internacional olhando isso tudo e porque há o tribunal da história, que será feito em algum momento. Historiadores vão falar disso. A atitude esperada dela, de nós todos, é manter uma atitude de defesa da Constituição e da democracia”.

Continuar lendo

Ana Prestes lançará livro infantil sobre o Dia Internacional da Mulher

Conheci Ana quando estive em sua casa, na época em Contagem, para entrevistar sua avó, a guerreira Maria Prestes, viúva do famoso Luis Carlos Prestes. Mas fomos nos conhecer melhor ano passado, quando estive em Brasília, onde ela vive hoje com as duas filhas.

Por Cinthya Oliveira,

 

Ilustração: Vanja Freitas

 

Recentemente, Ana Prestes me procurou para contar de seu projeto que está passando por um processo de financiamento coletivo no Catarse. Trata-se de um livro infantil sobre o Dia Internacional da Mulher. Não é uma ideia bacanérrima, poder empoderar meninas e instruir meninos desde a infância?

Continuar lendo