É proibido proibir: Fora Temer!

Caetano

Por Iram Alfaia

“E eu digo sim/E eu digo não ao não/E eu digo: É proibido proibir”, diz o refrão da música “É proibido proibir” de Caetano Veloso, que foi preso pela ditadura militar por conta da obra. A censura contribuiu diretamente para transformar a canção num dos hinos da resistência ao golpe.

Antes de se apresentar na abertura dos Jogos Olímpicos no Rio, Caetano empunhou um cartaz com os dizeres “Fora Temer”, a mesma inscrição dos cartazes que estavam proibidos nas arenas da Olimpíada com os seus portadores expulsos das praças esportivas.

Assim como a música de Caetano, a repressão ao protesto contra o presidente interino só vai dar mais gás ao movimento, sobretudo após a decisão do juiz João Augusto Carneiro Araújo de proibir as forças de segurança de expulsarem e levarem os cartazes dos torcedores.

Numa atitude tacanha, o Comitê Rio-2016 prometeu recorrer. Débil decisão. A Lei Geral da Olimpíada é clara no sentido de proibir apenas mensagens de “caráter racista ou xenófobo”. Os protestos contra Temer estão nitidamente fora do escopo. Portanto, é proibido proibir: Fora Temer!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s